Home / Notícias / Processo judiciário em papel acabará em até dois meses no Piauí, prevê juiz
EU QUERO

Processo judiciário em papel acabará em até dois meses no Piauí, prevê juiz

A implantação do processo eletrônico (PJe), acabando com o papel, chegará a 100% de todo o judiciário piauiense até agosto. A previsão é do juiz titular da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Piauí, José Vidal. Esta semana, o próprio José Vidal realizou o primeiro despacho judicial no processo eletrônico de execução penal.

Com isso, o tempo de tramitação de uma ação vai sofrer uma redução de 70% em comparação com hoje. Segundo o desembargador Erivan Lopes, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI), a implantação do processo eletrônico em todas as unidades judiciárias do estado trará imensos ganhos à sociedade piauiense, com a agilização dos trabalhos e a redução de custos.

O PJe vai permitir que qualquer interferência no processo seja feita virtualmente, através da internet, em qualquer hora no dia. O advogado, ao protocolar uma ação, poderá fazê-la do escritório onde ou de onde estiver, assim como consultas ao processo. As partes também serão intimadas de forma virtual.

Ao invés de assinar o despacho a mão, como ainda é feito, o juiz possui um pen drive com a assinatura eletrônica. Cada juiz terá um pen drive e uma senha e somente ele terá acesso.

Com o PJe, a baixa quantidade de servidores que auxiliam o trabalho dos juízes será minimizada. Feito eletronicamente, não será necessário mais servidores na quantidade que era preciso. O PJe está sendo possível graças a um investimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que gastou R$ 12 milhões no parque eletrônico do TJ-PI.

Por: Robert Pedrosa – Jornal O DIA

Veja Também

Ataques golpistas somam mais de 1,5 mil presos; acampamento no DF é desfeito

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou que, nas últimas 24 horas, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *