Home / Destaque / Coronavírus está enfraquecendo e pode sumir sem vacina, diz infectologista

Coronavírus está enfraquecendo e pode sumir sem vacina, diz infectologista

O professor e infectologista italiano Matteo Bassetti, em suas mais recentes pesquisas e observações à frente do Hospital San Marino, na Itália, afirmou que o novo coronavírus está enfraquecendo, e que agora a tendência é que os pacientes sobrevivam a determinados quadros da covid-19 que no início da pandemia poderiam ser fatal.

Nas palavras do médico, que é chefe de doenças infecciosas do hospital italiano, no começo o vírus agia como um ‘tigre agressivo’, e agora se comporta mais como uma espécie de ‘gato selvagem’ “Era como um tigre agressivo em março e abril, mas agora é como um gato selvagem. Até pacientes idosos, com 80 ou 90 anos, estão sentados na cama e respiram sem ajuda”, declarou.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, Bassetti afirmou que os padrões da doença mudaram em relação ao início da pandemia. “Em março e início de abril, os padrões eram completamente diferentes. As pessoas estavam chegando ao departamento de emergência com uma doença muito difícil de gerenciar e precisavam de oxigênio e ventilação, algumas desenvolveram pneumonia”, relatou.

O especialista acredita que o coronavírus pode ter sofrido uma mutação, o que justificaria o enfraquecimento no seu grau de letalidade. “A impressão clínica que tenho é que o vírus está mudando de gravidade. Pode haver uma carga viral mais baixa no trato respiratório, provavelmente devido a uma mutação genética no vírus que ainda não foi demonstrada cientificamente”, colocou.

Na avaliação do infectologista, se o coronavírus estiver mesmo enfraquecendo ele poderá desaparecer sem a necessidade de uma vacina. “Se o enfraquecimento do vírus for verdadeiro, a covid-19 pode até desaparecer sem a vacina e se tornar tão fraca que morrerá por conta própria”, analisou.

CONTEÚDO: G1

Veja Também

Consulta sobre nova data para o Enem termina hoje

Estudantes inscritos na edição 2020 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm até hoje (30) para votar na ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *